Cadernos de Seguro

Reportagem

PEC e indicadores prenunciam crescimento

Para Murilo Portugal, presidente da Febraban, 2017 pretende ser mais favorável à economia brasileira

A melhoria de diversos indicadores nos últimos meses, combinada com a futura aprovação da PEC (Proposta de Emenda Constitucional), que limita o crescimento dos gastos públicos, prenuncia um ano de 2017 mais favorável para a economia brasileira. Essa é a avaliação de Murilo Portugal, presidente da Febraban (Federação Brasileira de Bancos), ex-secretário do Tesouro Nacional e ex-secretário executivo do Ministério da Fazenda.

“O país vai voltar a crescer no ano que vem”, afirma. Portugal se baseia não apenas na evolução favorável dos índices macroeconômicos e de confiança como na expectativa do próprio mercado, que estima uma expansão de 1,6% a até 2% em 2017 – para este ano, a previsão é uma queda de 3,3% no PIB. Segundo ele, todas as variáveis financeiras melhoraram, incluindo a taxa de câmbio e o risco soberano do Brasil, assim como os índices de confiança de empresários e consumidores.

Baixe aqui a matéria completa

01/12/2016 11h07

Por Mario Moreira

Jornalista e colaborador da revista Cadernos de Seguro

Cadernos de Seguro - Uma Publicação da Escola Nacional de Seguros © 2004 - 2017. Todos os direitos reservados.